Navegação e orientação subaquática: o uso da bússola embaixo d’água


Viajar por estradas do mundo, transitar por ruas de grandes cidades ou encontrar a casa de um amigo ficou mais fácil com o desenvolvimento de tecnologias como o GPS (Global Positioning System) e a acessibilidade de aplicativos como o Google Maps e Waze. Basta colocar o endereço ou mesmo o nome do local que está procurando para que o seu telefone celular te oriente pelos caminhos a seguir. Mas e quando estamos embaixo d’água mergulhando e não podemos ter o telefone conosco, nem os sinais de satélite funcionam?

Para nos orientar durante o mergulho, usamos uma série de elementos que vão desde a formação do relevo até o uso da bússola embaixo d’água. Normalmente, em nossa navegação subaquática, marcamos visualmente alguns pontos de referência, como uma grande rocha, uma formação coralínea, uma inclinação do fundo ou algo do tipo para que possamos saber se estamos na direção certa e, mais importante, se estamos voltando para próximo de nossa embarcação. Chamamos este método de orientação natural.

No entanto, nem sempre estes elementos naturais estão tão claros e visíveis ou mesmo pode não ser conveniente utilizar-se da orientação natural. Pode acontecer, por exemplo, de a visibilidade não estar tão boa ou então querermos atravessar uma área afastada do costão ou de formações rochosas e coralíneas marcantes. Especialmente nestes casos, o uso da bússola embaixo d’água é muito útil e ajuda o mergulhador a manter seu sentido de direção. Além disso, aumenta seu conforto e segurança.

De forma simples, a bússola é um instrumento de navegação que permite encontrar ou determinar direções. Devido ao campo magnético da Terra, uma agulha magnetizada aponta sempre em direção ao norte. Os primeiros registros do uso do campo magnético da Terra para orientação vem dos chineses. Com o tempo, esta tecnologia evoluiu e se espalhou pelo planeta, chegando ao que conhecemos hoje. Existem basicamente quatro tipos de bússola para uso embaixo d’água: a de leitura lateral, a de leitura superior, a bússola acoplada à pulseira do relógio e as digitais.

À primeira vista, a bússola pode parecer um instrumento complexo e confuso. No entanto, o uso da bússola embaixo d’água é extremamente simples. Basta confiar em seu funcionamento e aprender os conceitos básicos. Se você fez o curso Open Water Diver, já deve ter aprendido um pouco sobre o uso da bússola. Agora, se quer aprofundar seus conhecimentos sobre orientação subaquática, o curso de Navegação e Orientação Subaquática da SSI é a oportunidade para aumentar seu conforto e segurança e ainda compartilhar este conhecimento com seus parceiros de mergulho garantindo sempre um retorno seguro à embarcação ou à praia.

Conheça a programação do mês de dezembro da Coral de Fogo e programe-se!

Caio Salles é é jornalista, instrutor de mergulho da Coral de Fogo - Diving Experience, video maker e idealizador do Projeto Verde Mar.

#navegação #usodabússola #orientaçãosubaquática

Endereço
Av. Repórter Nestor Moreira, 01
Mourisco Mar Botafogo,
Escola de Mergulho Coral de Fogo
Botafogo, Rio de Janeiro - RJ
CEP 22290-210

Ligue ou envie uma mensagem

Cel.:       (21) 96515-1629

Horário de Funcionamento
Segunda a Sexta das 9h às 18h